Complexo Desportivo de Porto Salvo: mais uma mentira IOMAFiana (V)


ESTRATÉGIA DE TININHO DE MIRANDELA  PARA “VENDER” A CULPA DO CHUMBO DO VISTO PRÉVIO DO TRIBUNAL DE CONTAS

Estamos de regresso a Porto Salvado quando a bomba explode: “JÁ NÃO HÁ PARQUE DE JOGOS!”

Tininho de Mirandela deixou de ser visto na localidade. Comenta-se que está no centro estatal de férias da Carregueira. Os sempre bem informados negam: “Eu vi o Presidente esta manhã com o Mordegado!” exclama o Manel Francês.

Algures em Oeiras, Tininho não sabe o que há-de dizer aos seus eleitores portosalvadenses. Prometeu-lhes o complexo desportivo, agora nem um campo de terra batida lhes pode oferecer. Com a sua longa experiência de negociante de alheiras, Tininho reúne o seu estado-menor – Madalena Macieira Crasto, Paulo Boavista, Ricardo Barroso e Elisabete Azeitoneira para arranjarem uma saída airosa para tão complexa questão.

“Madá, vamos ter de atirar as culpas para o Tribunal de Contas. Vamos fazer sair uma edição especial do “Oeiras Actualizado” com uma longa exposição sobre a injustiça da decisão daqueles gajos. Mais: no boletim, na Internet e nos nossos jornais vai correr uma petição para exigir que as nossas contas e os pedidos de fiscalização prévia passem a ser visados pela Secção Regional da Madeira do Tribunal de Contas. Se os gajos não viram 500 milhões do Jardim, também não viam 5 milhões de Oeiras. Toda a gente assina!”

Paulo Boavista tem uma ideia:

“Presidente: vamos inserir publicidade dos SEMÁS, da HABITÉGUA, do LEMOS, da MUNICÍNÃOPIA, da OEIRAS MORTA, da PARQUESTECTO, da DESTRATOLIXO, da UNIVERSIDADE ATLÂNTIDA, da SAPEST, do SAITU, do KAGUSPARK, da AITOCOEIRAS, da AMTRESEDEPOIS e da OEISUBMERGE nos jornais da nossa região e também no DESTAKE e no METRO LIGEIRO. Quem quiser ler os jornais vai ter de assinar a petição contra os gajos do Tribunal.”

Tininho exulta: “És mesmo de boas vistas. Por isso vais ser o meu substituto em 2013!”

Virando-se para Ricardo Barroso diz-lhe:

“Ritó, vais pôr a petição na intranet e toda a gente assina. Ouviste: TODA a gente!”

Ritó sabe que vai ser difícil conseguir a assinatura de todos os funcionários. Há muito descontentamento, o pessoal se pudesse fazer a folha aos políticos e a alguns dirigentes já tinha feito.

“Mas, Presidente, os gajos do lixo, dos cemitérios, da polícia municipal, os jardineiros, o pessoal das bibliotecas, do arquivo, os gajos das oficinas que são uns antipáticos do caraças, os gajos do canil a quem cortei as horas, é muita gente descontente…”

Tininho interrompe-o, visivelmente irado:

Esta merda é muito fácil: cortas os subsídios aos gajos. Todos os subsídios: de risco, nocturno, de turno, de alimentação. Aos gajos da noite corta-lhes já a ração: não há bucha, não há sopa, não há sumos, nem colas. Dizes que apareceu a bactéria ‘e-coli’ nos legumes, que o pão tinha ‘varecilose’, que os sumos e as colas estão infectados com ‘latite aguda’. Cortas também os subsídios do CDC. A informática não é tua? “

Timidamente, Ricardo Barroso responde:

“Sim, Presidente, a informática é minha. Não viu os milhões de euros em software e equipamentos que comprei desde que sou vereador?”

“Então, qual é o teu problema? Fónix! Estes gajos não aprendem nada, tenho de lhes ensinar tudo! É fácil: entrou o vírus “Khadafi” no sistema informático e limpou tudo, só se salvaram os salários. Só processas os salários e mesmo a estes aumentas os descontos para o dobro. Vais ver se os gajos não fazem filas para assinar a petição!”

“Vírus ‘Khadafi’?” pergunta, intrigado, Ricardo Barroso.

Madalena Crasto e Elisabete Azeitoneira fazem um ar de espanto e medo. Paulo Boavista, matreiro, percebe a jogada de Tininho.

“Ritó, recebi hoje um mail do Ministério do Interior a informar da existência do vírus. O Khadafi lançou-o na rede e já infectou milhares de sistemas informáticos. Certamente vai afectar o nosso…” E pisca o olho a Boavista.

“Presidente, eu não ouvi nada na rádio, nem está nada na net…” contrapõe Ritó.

Tininho demonstra grande impaciência:

“É claro que se veio do MINT é para não causar alarme. Traz a chancela de ‘SECRET’. E também é para os gajos das informáticas ganharem uns cobres. Fica tudo infectado, percebes”

Rito ainda está desconfiado com tanto vírus:

“Já agora, Presidente, a Merkel não acabou com a ‘e-coli’? E o que é a “varecilose” e a “latite aguda”? Desculpe a ignorância, o meu negócio é SIHS…”

Tininho, com o ar mais sério do mundo (não fosse ele um devoto de Bimbo da Costa), enquanto Paulo Boavista fazia um esforço para conter um sorriso e uma enorme gargalhada, perante os olhares incrédulos de Madá e Bete Azeitoneira, responde:

“Ritó, comigo falas em português. O que é essa merda SIHS? Sentes-te importante? Mete o SIHS onde quiseres, pode ser naquele sítio que tu bem sabes!”

Meio atordoado, Ritó responde a medo:

“Sistemas Informáticos, Hardware e Software.”

Tininho, mais desanuviado, responde:

“Podias ter dito ‘computadores’ que eu tinha entendido. Olha para a Madá e para a Bete, olha para as caras delas, verdadeiramente assustadas. Vamos ao que interessa: ‘varecilose’ é uma bactéria que apareceu no trigo devido a Chernobyl e que se agravou com Fukushima. A bactéria resiste a altas temperaturas acabando por comer o pão. Se ingerido, acaba por comer as tripas dos gajos. A bactéria desenvolve-se mais rapidamente à noite. Tás a proteger a saúde dos gajos da noite. A ‘latite aguda’ é uma degeneração das latas, ou seja, começam a encarquilhar até se diluírem. Já viste o perigo disto?”

Ritó acena com a cabeça:

“Presidente, vou já avançar com estas medidas. Temos de proteger os nossos trabalhadores e os sistemas informáticos. Esta noite já não há bucha pra ninguém!”

Isaltino dá-lhe mais um incentivo:

“Cortando os subsídios ao pessoal e dobrando os descontos estás a antecipar-te ao Vítor Gaspacho. E se os trabalhadores desconfiarem do vírus “Khadafi” atiras as culpas para o nosso Xerife de Nottingham do Terreiro do Paço, Vítor Gaspacho. Dizes que foi o gajo que mandou cortar. Quando os gajos assinarem a petição processas de novo os subsídios e dizes que fui eu que lhes paguei. Que fui falar com o Xerife de Nottingham Vítor Gaspacho, que lhe dei dois berros e pus o gajo em sentido, capice?”

Madalena Crasto intervém:

“Presidente, e os dirigentes que não quiserem assinar? O que fazer?”

“Quem é o próximo dirigente a ir ao estrangeiro, aonde e como vai?” questiona o antigo vendedor de alheiras de Mirandela.

“É o Pedro Carrilhão de Mafra. Vai a Bruxelas, de avião!”, responde Madá.

“Vai, não, ia. Vai servir de exemplo: o Carrilhão de Mafra vai de TGV a Bruxelas!” atira, prontamente, o Tininho.

“De TGV? Mas já há TGV? Não ouvi falar…” balbucia Madá.

“Haver há, o Sócas deixou-o no papel. O Pedro Carrilhão não é arquitecto? Então vai de TGV. Vai apanhá-lo a França e até lá vai de autocarro, que é bom prá tosse! Quando os outros ingratos dos dirigentes souberem, assinam as petições que quisermos. Se não resultar cortas-lhe os carros e manda-os passar o dedo à entrada e saída. E não há mais conversa!” remata Tininho de Mirandela.

Anúncios

5 thoughts on “Complexo Desportivo de Porto Salvo: mais uma mentira IOMAFiana (V)

  1. Anónimo diz:

    Estou banzado: a terra do Tininho ganhou o prémio das 7 maravilhas com a célebre alheira. O complexo desportivo de porto salvo pode receber o nome de complexo desportivo alheira de mirandela.

  2. Anónimo diz:

    Afinal tu n és nenhuma jane desconhecida…até deves ser bem comhecida…trabalhas com o rito lá no dae…mas tens uma imaginação fértil, q n anda mt longe da realidade…parabéns.

Este blog não censura ninguém. Critique, exponha sem ofender.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s