Censura e perseguição na Oeiras Viva (FIM)


Do que aqui expusemos, realçamos o seguinte:

1. A Dra. Teresa Carvalho agiu legitimamente, como coordenadora da comissão de trabalhadores da Oeiras Viva, na defesa de todos os colegas, dos até 1000 euros e dos mais de 1000,00 euros.

2. A Dra. Teresa Carvalho, enquanto coordenadora da comissão de trabalhadores, estava protegida pela lei, ainda está protegida pela lei, sendo punida com a pena de 22 dias sem remuneração.

3. Luís Almeida e João Rodriguez, enquanto membros da comissão de trabalhadores, estavam protegidos pela lei, sendo os seus processos arquivados.

4. Perante estes dados é legítimo que perguntemos o seguinte:

a)     O advogado da Dra. Teresa Carvalho foi incompetente?

b)     Os advogados de Luís Almeida e João Rodriguez são tão competentes que conseguiram rebater a acusação do advogado da Oeiras Viva?

c)      Ou, a exemplo do que vemos nos filmes, foi utilizada a figura do “arrependido” e Luís Almeida e João Rodriguez apontaram a Dra. Teresa Carvalho como a grande responsável por todos os males da Oeiras Viva?

Este ato persecutório tem todos os indícios de assédio moral na pessoa da Dra. Teresa Carvalho. Quando alguém é marginalizado, quando a alguém é retirado trabalho, quando alguém é esvaziado das suas funções profissionais, isto é assédio moral!

Há quem pense que vivemos numa qualquer ditadura onde a liberdade de expressão não existe, há quem pense que os membros dos conselhos de administração das empresas municipais são donos destas, por isto, dão-se mal com o escrutínio, com a fiscalização dos seus atos.

A atuação do conselho de administração da Oeiras Viva faz-nos lembrar a «virgem ofendida» que, sendo mais prostituta que as prostitutas, pretende aparecer aos olhos da opinião pública como a mais honrada.

O Oeiras Mais Atrás espera que o presidente Paulo Vistas recupere o projeto do Dr. Isaltino Morais e faça a fusão de todas as empresas municipais numa única, que bem poderá ser a Oeiras Viva – Sociedade de Gestão Urbana.

A nossa intervenção neste processo fica por aqui. Por enquanto. Sabemos que prossegue em outras instâncias até que a verdade seja resposta e se faça justiça.

2 thoughts on “Censura e perseguição na Oeiras Viva (FIM)

  1. Anónimo diz:

    Caricato alguem poder pensar que na Oeiras Viva se vive em “…ditadura onde a liberdade de expressão não existe, há quem pense que os membros dos conselhos de administração das empresas municipais são donos destas, por isto, dão-se mal com o escrutínio,…”! Se isto fosse um facto a Administração não conseguiria ser reeleita, pelo acionista, por tantos anos! Não? Os Estados governados em ditadura também a perpetuam. Será que nesta empresa virá a seguir a “Primavera árabe”?

    Vamos aguardar, para ver o que o actual Presidente da CMO vai fazer a estes “gestores”!

Este blog não censura ninguém. Critique, exponha sem ofender.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s