OS SMAS DE OEIRAS ESTÃO A SAQUE?


O título deste post resume o que se passa nos SMAS de Oeiras: são os mais variados contratos de aquisição de serviços com a desculpa do costume – ausência de recursos próprios.

Entre os sortudos, para além do conhecido Pardal, há outra criatura que consegue abichar contratos na ordem das dezenas de milhar de euros e que dá pelo nome de Manuel Matias da Costa Fernandes, com participações na Spectrum Holdings, com sede num paraíso fiscal, Gold Journey e agora a nóvel ZenithRange, tudo nomes escaganifobéticos para lhes dar um ar de cagança.

Depois de termos denunciado os contratos da Gold Journey com os SMAS de Oeiras, eis que é constituída a ZenithRange para logo conseguir, sabe-se lá como, um contrato de 72.654,29 euros por 1 ano, tendo como contrapartida a «Prestação de serviços destinados à análise e conceção de um portal para resolução das reclamações dos clientes».

Esta fundamentação é vazia, infundamentada, sem ponta por onde se lhe pegue. A resolução das reclamações dos clientes é feita através da receção da reclamação e do seu encaminhamento para o serviço responsável para aqui ser tratada, que é o que se se faz agora nos SMAS, seja por telefone, correio eletrónico ou carta.

O OMA deslocou-se à Avenida 25 de Abril, Cascais, onde formalmente funcionam a Gold Journey e a ZenithRange. Conversando com a vizinhança viemos a saber que Manuel Matias da Costa Fernandes exerceu as funções de gestor e liquidatário judicial (administrador de insolvência), sendo localmente conhecido pela alcunha de “o exterminador”, por ter a fama de ser implacável na liquidação de empresas. Um vizinho, António Teixeira, manifestou o seu espanto quando lhe perguntamos pela sede das «Gold» e «Zenith», referindo julgar que o escritório sito no n.º 1097-C era da atividade de liquidatário judicial.

Quantos têm a sorte de criar uma empresa e logo a seguir conseguem contratos milionários? Nós conhecemos 2: o Pardal e o Matias!

One thought on “OS SMAS DE OEIRAS ESTÃO A SAQUE?

  1. D'Artagnan de Oeiras diz:

    Estão a saque? Será que isso significa o assalto total?
    Claro que sim!
    Já começou há muito tempo. Não se pense que é recente. E não se pense que isto é inovação dos políticos. Eles não fizeram mais que completar aquilo que chefias, técnicas e administrativas,sem qualquer controlo, já vinham fazendo há muitos anos. Este pardal, de quem aqui se fala, já vem desse tempo. A democracia tem destes paradoxos: tiranos em toda a parte e a todos os níveis, isto é, cada um faz o que lhe apetece com os amigos que tem à mão de semear…

Este blog não censura ninguém. Critique, exponha sem ofender.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s