MARGINAL SIN COCHES, PERO CON RAFA SALGUERO


Domingo, 18 de Setembro de 2011, 10h50m. Tininho de Mirandela, o “7 Maravilhas” chega à estação de Caxias, acompanhado do seu séquito, que incluía a indefetível Sandra Monteiro. Sobe a escadaria de acesso à ponte pedonal (para quando a reparação dos elevadores?), atravessa-a para a marginal, onde uma multidão anda para cima e para baixo, de bicicleta, a pé, de skate. As mães e os pais conduzindo os carrinhos de bebé, os cães sendo levados pela trela, ou sem ela, os maganões tirando as medidas às boazonas, as maganoas, com os seus óculos escuros, olhando disfarçadamente para os artistas do bronze e do atletismo do engate. Também havia por lá maganões a morderem maganões. Oeiras é assim. É de todos e para todos.

Oeiras somos todos”, dizia um dos slogan dos 250 anos que nos custaram os olhos da cara e a carteira: mais de 5 MILHÕES DE EUROS!

Tininho entretém-se a visitar as tendas, no sentido Caxias – Paço de Arcos. Mais à frente (expressão mesmo a condizer) Rafa Salguero, no separador central, em frente à Quinta do Relógio, agarrado a um “walkie-talkie”, fazia o sentido inverso, ao encontro do seu chefe, a quem está eternamente agradecido (não é todos os dias que se é DD aos 30 anos).

Rafa, visivelmente excitado, será melhor dizer empolgado (caso contrário as mentes devassas começarão a pensar noutra coisa), deixava-se ouvir a quem passava:

“Onde está o homem? Onde está o boss? Numa tenda? Qual tenda? Da Viva Fit? Segurem-no aí, já vou a caminho!”

O seu interlocutor (seria Manuel Marado?) devia estar a dizer que o presidente se estava a pirar para outra barraca, pois a sua voz assumia um tom autoritário:

“Porra, segure o homem, é uma ordem, empatem-no!”

Tininho “7 Maravilhas” não é propriamente um atleta, é mais uma enguia e aí vai ele, a fintar os bajuladores e engraxadores permanentes e itinerantes. Em frente à Baía dos Golfinhos, o chefe mor e o bajulador menor cumprimentam-se efusivamente, tão efusivamente que Tininho teve de sacudir a mão para se libertar da salgueiral lapa. Será que o próximo passo é o lugar de DM?

Este foi um dos episódios marcantes do “Marginal sin coches” 2011.

Anúncios

3 thoughts on “MARGINAL SIN COCHES, PERO CON RAFA SALGUERO

  1. Anónimo diz:

    NÃO VÃo ficar orfãos nunca. O lambe botismo é uma instituição que passa de geração em geração. A seguir lambem botas e dão o … para terem lugarzinhos de merda que só lixam o dinheiro à malta.

  2. Anónimo diz:

    São umas atrás das outras, uns a sabujar os outros, e todos a lamber as botas ao mesmo.
    Ai ai quando ficarem orfãos!!!!!!!

Este blog não censura ninguém. Critique, exponha sem ofender.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s